Mendes acha ''fundamental'' abrir arquivos

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, defendeu ontem a revelação dos arquivos da ditadura. "É fundamental que haja a abertura desses dados", afirmou, em Belo Horizonte. "Eu disse que as pessoas têm o direito a ter o conhecimento do que ocorreu."Mendes se esquivou, porém, do debate sobre eventual revisão da Lei da Anistia. "Quanto a esses outros aspectos, já há a Comissão de Anistia em andamento e também a Justiça, se for acionada, certamente vai se pronunciar."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.