Membros da CPI são anunciados e senador acusado está na lista

Gim Argello, suplente de Roriz, é um dos titulares da comissão; ele é um dos suspeitos da Operação Aquarela

Rosa Costa, de O Estado de S. Paulo,

06 de março de 2008 | 17h06

O presidente do Senado, Garibaldi Alves, leu em plenário nesta quinta-feira, 6, o nome dos integrantes da CPI destinada a investigar irregularidades no uso dos cartões de crédito corporativo. Após este ato, a comissão já pode ser instalada o que, inicialmente, está previsto para terça-feira. Veja também: Entenda a crise dos cartões corporativos  Veja os indicados para CPI dos Cartões; governo é maioriaAcordo dá presidência da CPI mista dos cartões ao PSDB  Entre os integrantes chama atenção o fato de o PTB ter indicado como seu representante titular o senador Gim Argello (DF), que substituiu Joaquim Roriz quando o senador renunciou o cargo para não ser processado por quebra de decoro parlamentar. Roriz, também ex-governador do DF, é um dos suspeitos de envolvimento no esquema de desvio de recursos do Banco Regional de Brasília (BRB), investigado na Operação Aquarela. Argello também consta entre os suspeitos.  A presidência da comissão ficará com a senadora Marisa Serrano (PSDB-MS) e a relatoria, com o deputado Luiz Sérgio (PT-RJ).  Na última quarta, Marisa  informou  que as investigações sobre o uso desses instrumentos pelo governo federal devem ser concluídas em 90 dias, dentro do prazo inicialmente previsto. Serrano observou que a CPI precisará cumprir o calendário por conta das eleições municipais em outubro, quando o Congresso Nacional entra em recesso branco.  Texto ampliado às 17h56 

Tudo o que sabemos sobre:
GaribaldiCPI dos CartõesGim Argello

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.