Meirelles encontra Lula à tarde para decidir futuro

Expectativa é de que presidente do BC saia como candidato ao Senado pelo Estado de Goiás

Fernando Nakagawa e Denise Chrispim Marin, da Agência Estado

30 de março de 2010 | 09h33

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, tem um encontro marcado com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta terça-feira, 30, às 15 horas para definir o seu futuro político. A expectativa é de que Meirelles saia como candidato ao Senado por Goiás para posteriormente tentar se lançar candidato a vice na chapa da pré-candidata do PT e ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff.

 

Veja também:

https://www.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gifMeirelles deixa BC para concorrer ao Senado

 

O presidente Lula disse nesta segunda-feira, 29, à noite, ao ser questionado sobre o destino de Meirelles, que a pergunta deveria ser feita ao presidente do BC. Após ser lembrado de que esta terça-feira seria o último dia do prazo para Meirelles tomar uma decisão, Lula respondeu: "Tem muito tempo ainda, meu filho. Para mim, 24 horas é um tempo infinito."

 

Nesta terça-feira, o presidente passa o dia despachando no Centro Cultural Banco do Brasil. Além do presidente do Banco Central, que receberá às 15 horas, Lula despachará, também, à tarde, com outros dois ministros que devem deixar o governo para disputar as eleições em outubro: Patrus Ananias, do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e Pedro Brito, da Secretaria de Portos. Pela manhã, Lula recebe a futura ministra da Casa Civil, Erenice Guerra, atual secretária-executiva da pasta. Em seguida receberá, em audiências separadas, de acordo com agenda divulgada pela Secretaria de Imprensa da Presidência, os ministros da Fazenda, Guido Mantega, e da Casa Civil, Dilma Rousseff. A sessão de despachos será encerrada com o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.