?Meirelles é mais forte hoje do que antes?, garante Palocci

O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, disse que o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, é mais forte hoje do que antes das denúncias contra ele. Palocci acredita que o empenho de Meirelles em tentar esclarecer de forma transparente os fatos demonstra que o presidente do BC trata corretamente as questões ligadas aos seus bens. "Meirelles é o homem certo no lugar certo", afirmou Palocci. O ministro criticou, no entanto, a forma como as denúncias têm sido tratadas no País. "Devemos sempre preservar a honra das pessoas e a oportunidade para elas esclarecerem eventuais dúvidas", afirmou o ministro. Ele ressaltou que "a Constituição diz que todos são inocentes até que se prove o contrário". Palocci disse lamentar por Meirelles e pelo presidente do Banco do Brasil, Cássio Casseb, pelo fato de ambos estarem sendo alvo de denúncias no campo ético, feitas sem presunção de inocência e sem cuidado com as instituições. O ministro disse que não se pode fazer com que brigas políticas ideológicas ou a política eleitoral enfraqueçam a Justiça e a Constituição. Em relação à entrevista que o presidente do BC deu hoje pela manhã à TV Globo, Palocci afirmou que Meirelles foi "claríssimo e transparente", demonstrando serenidade, como tem feito nas últimas semanas. "Nós respeitamos o direito de a oposição pedir investigações, mas não queremos que de forma alguma se enfraqueça o direito de Justiça no País", afirmou Palocci. O ministro participou hoje da abertura das Olimpíadas do Conhecimento, em Belo Horizonte, de onde partiu para o Rio de Janeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.