Meirelles confirma depoimento à comissão de ética

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, confirmou que prestou depoimento à comissão de ética do governo. Ao ser questionado sobre a possibilidade de alguns membros da comissão terem ficado insatisfeitos com o seu depoimento, Meirelles foi sucinto: "Na reunião que tivemos todos expressaram a sua plena satisfação", disse. Meirelles participou de encontro com parlamentares do PTB. Ele falou sobre a rota de crescimento da economia, e antes da palestra respondeu algumas perguntas dos jornalistas. Ao ser questionado se como ministro iria se antecipar a um convite da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE,) comparecendo em audiência pública, Meirelles respondeu que está analisando a questão com o comando político do governo. "Sou um homem disciplinado, sigo o ritual", disse. Meirelles não quis fazer comentários sobre a decisão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de lhe conceder status de ministro, alegando que tudo já foi "colocado" sobre esse assunto. Filiação Meirelles recebeu hoje o convite do presidente do PTB, deputado Roberto Jefferson, para se filiar ao partido, com vistas a uma candidatura ao governo do Estado de Goiás. Meirelles disse que estava honrado por ter sido lembrado pelo PTB, mas alegou que não existe planejamento de filiação. Ele afirmou que tem compromisso com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, de estar totalmente focado no Banco Central. Segundo ele, o BC está participando de um momento muito importante no crescimento do País que vem obtendo superávit nas suas contas externas, o que é inédito na história.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.