Medidas eficazes podem evitar racionamento

O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica, José Mário Abdo, afirmou hápouco que, caso as medidas anunciadas pelo governo para aumentar a oferta de energia no País e reduzir o consumo sejameficazes, não haverá necessidade de racionamento.O secretário de Energia do Ministério de Minas e Energia, AfonsoHenrique, disse há pouco que o governo está se preparando para tomar medidas emergenciais, mas tem "a crença" de que asações anunciadas há pouco serão suficientes para evitar um racionamento de energia no Brasil.Segundo o secretário, asmedidas anunciadas poderão proporcionar uma redução de 10% ou até 15% no consumo de energia. "Temos a crença de que(a redução de) 5% seria o limite mínimo", afirmou Henriques.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.