Médicos vistoriam hospital psiquiátrico no RJ

Um grupo de médicos e fiscais vistoriou a Casa de Saúde Doutor Eiras, maior hospital psiquiátrico da América Latina, localizado em Paracambi, no sul fluminense, sob intervenção da prefeitura desde a quinta-feira. Apenas nos últimos 30 dias, oito pessoas teriam morrido no local, informação que é negada pelos advogados da clínica. A equipe chegou à conclusão de que faltam médicos e enfermeiros na instituição. A clínica abriga 938 pacientes e há anos é alvo de denúncias de maus-tratos. Em 2000, após uma auditoria, o Ministério da Saúde pediu ao Ministério Público que investigasse os responsáveis pelo hospital. Com a intervenção, a prefeitura assume a administração da clínica, que recebe aproximadamente R$ 740 mil mensais do Sistema Único de Saúde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.