Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Médicos peritos do INSS voltam ao trabalho

Depois de mais de 70 dias em greve, os médicos peritos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) voltam ao trabalho nesta sexta-feira. As diretorias do INSS e da Associação Nacional dos Médicos Peritos (ANMP) acertaram os termos do acordo para o fim da greve. Nos próximos três meses, a cota diária de exames será aumentada em 40%. Assim, o número de perícias para quem cumpre jornada de 4 horas passa de 12 para 17 consultas por dia. Os médicos que realizam exames nas agências daPrevidência vão fazer até 30 perícias diariamente. O INSS estima que 500 mil exames não foram realizados por causa da greve. Isso provocou um prejuízo de R$ 40 milhões porque muitos benefícios que poderiam ser extintos foram prorrogados. O acordo entre a diretoria do INSS e a ANMP prevê aumentos salariais que variam entre 61% e 93% até o fim de 2006 e a criação da carreira de médico perito. O teto salarial da categoria será de R$ 7 mil até dezembro de 2006. "A partir desse movimento, demos um passo muito firme em direção a dignidade do atendimento da previdência. Conseguimos o plano de carreira, e a remuneração do médico ficou num nível digno embora ainda bem abaixo do que se pretendia no início", disse o presidente da ANMP, Eduardo Henrique Almeida. O acordo também prevê que os médicos que participaram da paralisação não serão penalizados. A partir do segundo semestredeste ano, haverá concurso público para 3 mil novas vagas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.