Médicos esperam que prefeito de BH volte a falar

Os médicos que cuidam do prefeito de Belo Horizonte, Célio de Castro (PT), de 69 anos, esperam que ele volte a falar nos próximos dias, o que possibilitará as primeiras avaliações sobre eventuais seqüelas físicas e neurológicas do derrame e da cirurgia no cérebro a que foi submetido, há 12 dias.Célio continuava, neste domingo, internado no CTI do hospital Mater Dei, na capital, e seu quadro, segundo o último boletim, divulgado neste sábado, era estável, com "recuperação lenta, mas progressiva".O prefeito saiu do estado de coma induzido seis dias após a cirurgia e, neste domingo, permanecia sonolento e sem falar, embora respondendo a estímulos verbais dos médicos. Célio respirava sem aparelhos, mas com a ajuda de um orifício feito na traquéia.Antes de ser operado, quando exames apontaram um coágulo no cérebro, Célio apresentava dificuldades de movimento no lado direito do corpo e também na fala, o que os médicos esperam ter conseguido corrigir.Familiares do prefeito, de plantão no hospital, receberam neste domingo a visita do senador José de Alencar (PL), amigo de Célio e com o qual vinha mantendo conversas, desde o início do ano, sobre a possível formação de uma aliança nacional de centro-esquerda, nas eleições de 2002.Assim como o prefeito, Alencar é cotado para ser vice na chapa do PT, que pode ser encabeçada por Luís Inácio Lula da Silva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.