Médicos escolhem os piores planos de saúde de SP

A Associação das Clínicas e Consultórios Médicos do Estado de São Paulo (Acoesp) divulgou um ranking de melhores e piores planos de saúde. De acordo com a pesquisa, os cinco piores são Samcil, Amesp Saúde, Serma, Interclínicas e Blue Life. Na lista de melhores, estão Omint, Skill, Mediservice, AGF Saúde e Bradesco.A pesquisa avaliou seis itens do relacionamento entre médicos e operadoras (medicinas de grupo e seguradoras): remuneração para consultas, pontualidade do pagamento, processo de autorização de procedimentos, facilidade de comunicação com o convênio para resolver problemas, não pagamento de consultas ou exames realizados (glosas) e burocracia (preenchimento de guias e exigência de relatórios).O coordenador da pesquisa, o médico Lúcio Lovisotto, explica que os itens são importantes na rotina das clínicas e norteiam a qualidade do serviço prestado ao paciente. "Queremos que os planos saibam como são vistos pelo médico para que possam melhorar", diz. A pesquisa foi feita entre junho e agosto, por meio de questionário; 103 médicos participaramEm nota oficial, a Samcil considera "irrelevante o universo pesquisado". "A metodologia da pesquisa, a partir de perguntas abertas e respondidas pela internet é duvidosa e de fácil manipulação." Análise semelhante foi feita pela Serma. De acordo com sua nota, a base de dados da pesquisa é muito reduzida para julgar a empresa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.