Médicos e seguros de saúde ainda sem acordo

Foi realizada hoje, no Rio, a terceira rodada de negociações entre entidades médicas e representantes de operadoras de planos de saúde para tratar do reajuste dos honorários pagos pelos convênios.Apesar de três horas de debates e exposições na sede a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), a reunião nãoproduziu nenhum entendimento entre as classes. ?Vêm dando resultados positivos as negociações?, limitou-se a dizer odiretor-presidente da ANS, Fausto Pereira dos Santos, em nota divulgada pela agência.Uma nova rodada de negociações será marcada para depois do dia 3 de junho, quando serão realizadas assembléias nosestados para discutir a questão com os médicos. A categoria quer o reajuste dos valores pagos por procedimentos comoconsultas e cirurgias de acordo com o piso fixado na Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM), que é de R$ 42.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.