Iara Morseli/Estadão
Iara Morseli/Estadão

Médico de Dilma convida líder de protestos para palestra no Incor

Rogério Chequer fala sobre o Vem Pra Rua a convite do cardiologista Roberto Kalil Filho, 'afilhado' e amigo pessoal da presidente

Valmar Hupsel Filho, O Estado de S. Paulo

09 de junho de 2015 | 21h00

São Paulo - Um mês depois de ter a presidente Dilma Rousseff como madrinha de seu casamento, o médico dela, Roberto Kalil Filho, organiza uma palestra em que a principal estrela será o empresário Rogério Chequer, porta-voz do Vem Pra Rua, um dos grupos que lideraram os protestos que em abril e maio levaram milhares de pessoas às ruas para pedir o impeachment de Dilma. O evento, marcado para a manhã desta quarta-feira, 10, no Incor (Instituto do Coração), em São Paulo, é fechado a médicos e não é gravado. 

A palestra faz parte do programa Fronteiras do Saber, organizado pelo instituto, que uma vez por mês leva um profissional para falar sobre assuntos alheios à medicina. Já passaram por lá o ministro Aldo Rebelo (Ciência e Tecnologia), o empresário João Dória Júnior, o jornalista José Roberto Burnier e o filósofo Mário Sérgio Cortella. Segundo o Incor, os palestrantes não recebem para falar por cerca de uma hora para um público de cerca de 40 pessoas, formado principalmente por médicos do instituto. 

Chequer é engenheiro de produção e falará "sobre os bastidores da criação desse movimento da sociedade civil, o Vem Pra Rua, e o momento político atual", diz o convite do evento. "Achei que era um bate-papo mas estou vendo que é maior, num auditório", comentou ele. 

O diretor do Incor, Roberto Kalil Filho, afirmou que o convite foi sugestão de membros do Conselho Diretor. Ele ressalta que é uma conversa informal e, contrariando o que diz o convite, garante que o papo não terá cunho político. "O Incor é suprapartidário", disse. 

Segundo Kalil, apesar de ser ligado ao governo de São Paulo, o Incor tem recebido "ajuda importante" do governo federal nos últimos anos. "Seria deselegância fazer movimento contra", disse. 

O cardiologista disse não ver "malefício ou demérito nenhum" no convite. "Sou amigo da presidenta e seu afilhado. Não acho que ela vai se incomodar com isso". 

Conhecido como o médico dos políticos, Roberto Kalil Filho, 52 anos, tem pacientes de lados opostos. Além de cuidar da saúde da presidente, ele também é médico pessoal do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e dos senadores tucanos Aécio Neves e José Serra. 

No casamento com a também médica Cláudia Cozer em maio, também estiveram presentes caciques do PMDB, como o vice-presidente Michel Temer e os presidentes Renan Calheiros (Senado) e Eduardo Cunha (Câmara). 


Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.