Medicina nuclear terá reforço de verba em 2004

Entre 2004 e 2007 o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) prevê aplicar, por meio da Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen), R$ 3,5 milhões na ampliação das instalações de produção de radiofármacos e radiosótopos. A informação é do ministro Roberto Amaral, que participou hoje no Rio da cerimônia pelos 47 anos da Cnen. Os radiofármacos são medicamentos que contém material radioativo empregados no tratamento e diagnósticos de câncer, doenças neurológicas e cardíacas entre outras. Os radiosótopos estão na composição dos radiofármacos. No Brasil eles são utilizados em 2 milhões de procedimentos médicos realizados anualmente. Na cerimonia, segundo a Agência Brasil também foram homenagedos os 5 servidores mais antigos da instituição. O pesquisador Marcelo Damy, considerado um dos mais importantes cientistas brasileiros, recebeu uma homenagem especial. Físico e percursor da pesquisa nuclear do país o pr ofessor Damy, ex-presidente do Cnen, participou da construção, em São Paulo, do primeiro acelerador de partículas da América Latina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.