MEC suspende reconhecimento de 12 cursos superiores

Depois de cinco anos de ameaças, o Ministério da Educação (MEC) suspendeu nesta terça-feira o vestibular e a entrada de novos alunos em 12 cursos (11 privados e um de universidade federal das áreas de matemática e letras). Por três anos consecutivos esses cursos receberam notas D ou E no Provão ? Exame Nacional de Cursos ? e tiveram um conceito insuficiente na qualificação de professores. Na lista dos reprovados estão quatro cursos superiores do Estado de São Paulo: Faculdades Integradas Rui Barbosa de Andradina (Letras), Faculdade de Dracena (Letras) e Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (Licenciatura Matemática e Ciências Matemáticas). A suspensão em nada afeta os atuais alunos. Os estudantes têm diploma garantido após a conclusão do último semestre. Mesmo com o tricampeonato de reprovação, não é desta vez que esses cursos serão fechados. As faculdades terão prazo de um ano para corrigir as deficiências e pedir nova avaliação de docentes, estrutura e metodologia pedagógica. O ministro da Educação, Paulo Renato Souza, disse que não tem condições de obrigar a transferência dos alunos dos cursos reprovados para instituições com conceitos de avaliação aceitáveis pelo MEC. A responsabilidade pela eventual entrada de péssimos profissionais no mercado é ?dos próprios alunos, da sociedade e das instituições?. E disse que vem avisando há pelo menos cinco anos sobre a qualidade no ensino. ?Não posso chegar e fechar esses cursos.? Os cursos de matemática da Faculdade de Educação, de Ivaiporã, e do Centro Universitário Filadélfia, de Londrina, do Paraná, foram outros a ter o reconhecimento suspenso. A relação inclui ainda os cursos de letras do Centro de Estudos de Maceió (AL), da Faculdade de Ciências Humanas de Olinda (PE), da Faculdade de Formação de Professores de Penedo, também em Alagoas (Francês e Inglês), e da Faculdade de Formação de Santo Antão (PE). O curso de letras ministrado no município de Cruzeiro do Sul pela federal do Acre foi o único do sistema público a ter o vestibular suspenso. ?Temos de reconhecer que se trata de um curso quase na fronteira do País (distante cerca de 120 km do Peru)?, disse o ministro Paulo Renato Souza. ?Se confirmou mais uma vez que as públicas federais tiveram melhor desempenho.? O Exame Nacional de Cursos avaliou 20 áreas, totalizando 3.668 cursos de instituições públicas e privadas. Destes, 32% receberam conceito D ou E. Trinta e três cursos ficaram sem conceito, pois nesses casos apenas um aluno fez as provas ou todos boicotaram os exames. O índice de cursos com conceito A, nota máxima de avaliação, foi de 14,3%. Já o porcentual de cursos com conceito E foi de 11,4%. ?Mais importante que punir as instituições é mostrar que se ela não deu conta de oferecer (um bom curso) e precisa se esforçar mais?, ressaltou a secretária de Ensino Superior, Maria Helena Guimarães de Castro.A lista de cursos com vestibular suspenso poderia ser maior. O Exame Nacional de Cursos apontou que cinco cursos receberam nota ?E? pela quinta vez consecutiva, mas o MEC decidiu retirá-los da relação dos reprovados pelo fato de serem cursos de direito e administração, áreas que não tiveram as condições de oferta e o corpo docente avaliados nos últimos dois anos. ?A meta é fazer essa avaliação no próximo ano?, explicou o ministro Paulo Renato Souza.As instituições com cursos de direito que receberam cinco notas ?E?são os seguintes: Universidade de Guarulhos (SP), Universidade Gama Filho (RJ), Centro Universitário Augusto Motta (RJ) e CentroUniversitário Moacyr Sreder Bastos (RJ). Também tirou cinco notasmínimas o curso de administração da Faculdade Matogrossense de Ciências Contábeis (MT).Os cursos suspensosLetrasCentro de Estudos Superiores de Maceió (AL) Faculdade de Ciências Humanas de Olinda (PE) Faculdade de Formação de Professores de Penedo (AL) Português/Francês Faculdade de Formação de Professores de Penedo (AL) Português/Inglês Faculdade de Formação de Professores de Vitória De Santo Antão (PE) Faculdades de Dracena (SP) Faculdades Integradas Rui Barbosa (SP) Universidade Federal Do Acre (AC) MatemáticaCentro Universitário Filadélfia (PR) Faculdade de Educação de Ivaiporã (PR) Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (SP) - Ciências Matemática Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (SP) - LicenciaturaVeja os 40 cursos com nota máximaVeja a pontuação de cada curso no site do Inep

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.