RAMON BITENCOURT/O TEMPO
RAMON BITENCOURT/O TEMPO

MBL e Vem Pra Rua se reúnem para limpar prédio de Cármen Lúcia

Enrolados em bandeiras, eles usaram vassouras para tentar remover a tinta vermelha da calçada do imóvel

O Estado de S.Paulo

07 Abril 2018 | 19h42

Integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL) e do Vem Pra Rua se reuniram para limpar a fachada do prédio onde a presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, tem um apartamento, em Belo Horizonte. Enrolados em bandeiras, eles usaram vassouras para tentar remover a tinta vermelha da calçada do imóvel pela manhã deste sábado, 7.

+ MST joga tinta vermelha em prédio de Cármen Lúcia em MG

O grupo também colocou flores em frente ao apartamento da ministra. O edifício foi vandalizado nesta sexta-feira, 6, à tarde, por um integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST). Segundo o movimento, cerca de 450 sem-terra participaram da manifestação.

O coordenador do MBL em Minas Gerais, Leonardo Vitor, disse ao jornal Estado de Minas que o ato é 'simbólico'. Segundo ele, representa uma tentativa de "limpar a sujeira" que o PT fez no País. "Em solidariedade estamos no prédio da Ministra Carmem Lúcia em Belo Horizonte para limpar a sujeira deixada pela esquerda", escreveu o movimento em sua rede social.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.