Mauro Hauschild será novo presidente do INSS

Chefe de gabinete de Dias Toffoli assume o cargo na próxima quarta-feira

Edna Simão/BRASÍLIA - Agência Estado

14 de janeiro de 2011 | 17h10

O chefe de gabinete do ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), Mauro Luciano Hauschild, de 37 anos, será o novo presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Ele vai assumir o cargo na próxima quarta-feira. Antes, a presidência do INSS era ocupada por Valdir Simão, que deixou o cargo no final do ano passado para ser secretário de Fazenda do Distrito Federal (DF).

A Associação Nacional dos Servidores da Previdência e da Seguridade Social (Anasps) recebeu bem a notícia. Segundo o vice-presidente jurídico da entidade, Alexandre Barreto Lisboa, Hauschild é um técnico e servidor de carreira do INSS, ou seja, conhece as reivindicações da categoria.

Hauschild, gaúcho de Bom Retiro do Sul, já atuou junto à Procuradoria Federal Especializada do INSS em Lajeado (RS), e ainda como procurador regional junto ao INSS em Porto Alegre e no DF. Hauschild participou do Projeto de Modernização da Previdência Social, em Brasília. Ele é especialista em Direito Constitucional pelo Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP), bacharel em Direito pelo Centro Universitário Ritter dos Reis e licenciado em Matemática pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

"A principal preocupação neste primeiro momento é alinhar as ações do INSS com as diretrizes do ministro Garibaldi Alves, dirigindo os esforços do Instituto para o aprimoramento do atendimento ao cidadão, no combate às fraudes e no incremento das receitas da Previdência com medidas de incentivo à inclusão no sistema e na promoção de medidas de recuperação de créditos previdenciários e não previdenciários", disse o novo presidente do INSS por meio de sua assessoria de imprensa.

A nomeação de Hauschild para o cargo foi publicada hoje no Diário Oficial da União. Também foram nomeados Jaime Mariz de Faria Junior para o cargo de Secretário de Políticas de Previdência Complementar do Ministério da Previdência em substituição a Murilo Barrella, e Rogério Nagamine Costanzi para a direção do Departamento do Regime Geral de Previdência Social no lugar de João Donadon.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.