Mau tempo dificulta contenção de vazamento

O mau tempo está dificultando as operações para conter a mancha do óleo que vazou da plataforma P-36, que afundou na manhã de hoje na Bacia de Campos. Inicialmente, a Petrobras pretendia formar a barreira usando três navios, de modo a formar um arco que contivesse o óleo. O mar agitado, no entanto, obrigou os técnicos a optarem pela utilização de dois barcos, formando uma barreira em linha reta para contenção. O engenheiro de equipamentos da Petrobras, Eduardo Secchin, afirma, no entanto, que o avanço da mancha está sob controle. "Temos navios com um produto dispersante para o óleo. Este produto está sendo usado quando a mancha sai da barreira de contenção ou não pode ser recolhida pelos barcos", explicou o engenheiro.Há dois barcos atuando na contenção da mancha de óleo, além de outros dois encarregados de dispersar o produto, e outros dois que ficam de reserva. Há ainda outros seis barcos nas proximidades preparados para entrar em ação, caso a mancha fuja ao controle.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.