Mathias ameaça de expulsão responsável por ataques a Matarazzo

Encontro aconteceu depois de perfil falso de Matarazzo circular críticas a Geraldo Alckmin

Julia Duailibi, de O Estado de S.Paulo

15 de dezembro de 2011 | 19h03

O presidente da Juventude do PSDB, Paulo Mathias, encontrou-se nesta quinta-feira, 15, com o pré-candidato tucano à Prefeitura de São Paulo, Andrea Matarazzo, secretário de Cultura. O encontro ocorreu depois da divulgação de que um perfil falso de Matarazzo no Twitter teria sido criado por integrantes da ala jovem do partido para prejudicar a candidatura do secretário de Cultura em prol da de Bruno Covas, secretário do Meio Ambiente. Ambos pretendem disputar prévias internas para escolher o candidato do partido.

 

Mathias disse a Andrea que abrirá processo de expulsão do partido, caso seja comprovado que algum integrante da Juventude do PSDB foi o responsável pela fabricação da página falsa na rede, que já foi retirada do ar.

 

O perfil no Twitter, com o endereço @GeraldoOpusDei, trazia uma foto de Matarazzo e críticas atribuídas a ele ao governador Geraldo Alckmin durante a campanha presidencial de 2006. Segundo o WikiLeaks, Matarazzo teria dito a diplomata americano, entre outras coisas, que o tucano fazia parte da Opus Dei. Alckmin era então candidato ao Palácio do Planalto pelo PSDB.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.