Mary Boquitas pode ser extraditada com Gloria Trevi

A cantora mexicana Gloria Trevi, que retornará para o México na sexta-feira, poderá ter a companhia de sua ex-assistente Maria Raquenel, a Mary Boquitas, durante a viagem. Acusadas decorrupção de menores e rapto, as duas serão extraditadas para aquele país por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF). O ministro do STF Carlos Velloso comunicou nesta quarta-feira ao Ministério da Justiça que Mary Boquitas desistiu de todos os recursos contra a decisão que concedeu a sua extradição. Portanto, não existem mais impedimentos para que ela seja entregue aogoverno mexicano. Se todos os trâmites burocráticos forem resolvidos até a tarde de amanhã, Mary Boquitas poderá seguir para o México junto com Gloria no vôo da Aeroméxico que parte do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, aos 45 minutos de amanhã. Gloria viajará com o filho, Angel Gabriel, de 10 meses, e com quatro policiais mexicanos. Além de Gloria e Mary Boquitas, o ex-empresário e ex-marido da cantora, Sergio Andrade, está preso em Brasília. Ele também é acusado de corrupção de menores e rapto. Os três foram presos em janeiro de 2000 no Rio de Janeiro. Em dezembro de 2000, os ministros do Supremo concederam a extradição dos mexicanos. Mas eles não viajaram até agora porque apresentaram uma série de recursos à Justiça e protagonizaram vários incidentes.O mais importante deles ocorreu em meados do ano passado, quando Gloria anunciou que estava grávida. Ela insinuou que havia sido vítima de estupro carcerário. Mas um teste de DNA divulgado pela Polícia Federal revelou que o pai de Angel Gabriel é Sergio Andrade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.