Marta, Suplicy e Haddad mostram solidariedade a Lula

São Paulo, 29 - Políticos do Partidos dos Trabalhadores de São Paulo, reunidos em um diretório de bairro, na Zona Leste da capital, se manifestaram em solidariedade ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, diagnosticado com tumor na laringe, após exames realizados no Hospital Sírio-Libanês hoje.

Agência Estado

29 de outubro de 2011 | 21h13

A senadora e ex-prefeita paulista Marta Suplicy disse que este será mais um desafio que o ex-presidente enfrentará na sua vida. Mas politicamente não muda nada. "A Dilma fez campanha fazendo quimioterapia. Ele já passou por perdas dificílimas", afirmou. "Lula é um sobrevivente da caatinga. Um homem muito forte", disse ela.

O senador Eduardo Suplicy lembrou que também teve um câncer e que Lula foi solidário na ocasião. "Me lembro muito bem. Eram as vésperas da eleição de 2002. O Lula veio me visitar. Quero dar toda força, carinho ao Lula, à Marisa e tenho a certeza de que ele ficará bom", disse Suplicy.

Fernando Haddad, ministro da Educação, contou que na esteve com Lula para comemorar o aniversário dele, e que o ex-presidente não apresentava na ocasião nenhum sinal notável de debilidade em qualquer sentido. "Estaremos todos na mesma frequência desta que é a nossa maior liderança. Vamos lembrar não apenas dos obstáculos que ele já superou, mas do episódio recente com a presidenta Dilma, que também no ano retrasado venceu o mesmo problema e está aí com pleno vigor governando o País com apoio popular", afirmou o ministro. (Fernando Gallo)

Tudo o que sabemos sobre:
LulacâncerSírio-Libanês

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.