Marta Suplicy assina lei de olho no voto religioso

A prefeita e candidata à reeleição pelo PT, Marta Suplicy, investiu hoje na busca do voto religioso. Em ato destinado a sancionar uma lei que desburocratiza a isenção de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) para aposentados e templos religiosos na capital paulista, Marta, candidata à reeleição, reuniu cerca de 700 integrantes de diferentes religiões, no Teatro Municipal, e aproveitou para fazer um discurso sobre os feitos de sua gestão, entremeado de críticas ao PSDB.Para alguns convidados, no entanto, o evento, às vésperas da eleição, foi eleitoreiro. ?Essa isenção vem de última hora e não é à toa. Há um interesse pelo voto religioso, principalmente o evangélico?, disse o membro do Conselho Nacional de Política das Assembléias de Deus do ministério de Madureira, o pastor Álvaro Maceió Filho. A nova lei acaba com a obrigatoriedade de 2.753 templos religiosos e 50 mil aposentados renovarem anualmente o seu cadastro na Prefeitura para manter-se isentos. Além disso, anistia a dívida contraída pela não-renovação em anos anteriores e amplia a isenção do imposto para áreas acessórias aos templos, como estacionamentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.