Marta Suplicy acusa PSDB não querer bem São Paulo

A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), candidata à reeleição, disse que o PSDB não quer bem à cidade de São Paulo. "Sempre foi um jogo com a cidade de São Paulo. Um não querer bem do PSDB com a cidade", afirmou ela, referindo-se ao fato de o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso não ter liberado verbas para a capital paulista nos dois primeiros anos (2001 e 2002) de sua gestão.Marta também acusou os senadores tucanos de terem má vontade para com a cidade. Ela citou a demora do Senado em liberar recursos do Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para obras no município. Apesar das críticas aos tucanos, Marta afirmou que tem tido boa parceria com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). "Já falei e vou repetir: o governador Alckmin tem sido um parceiro respeitoso, com quem me dou muito bem", salientou.Ainda ao falar sobre o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a prefeita disse que a cidade foi tratada por ele "a pão e água". Ela acrescentou que, só com o início do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), é que o município começou a receber os recursos a que tem direito. "Com a nossa reeleição, vamos continuar a ter o que é de direito de São Paulo. E não é privilégio", afirmou.As declarações foram feitas durante encontro com comerciantes da zona Sul da cidade. Marta participou do evento na condição de candidata à reeleição. Logo mais, a prefeita segue para o Palácio do Anhangabaú, onde apresenta, nesta tarde, novas operações urbanas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.