Marta se recusa a comentar fraude na prefeitura de SP

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, se recusou a responder perguntas relacionadas às investigações da Controladoria Geral de São Paulo sobre o esquema de fraude no recolhimento do Imposto sobre Serviço (ISS). "Não vou falar sobre isso", disse nesta terça-feira, 05, ao chegar à cerimônia de entrega das medalhas da Ordem do Mérito Cultural a artistas como Erasmo Carlos, Antônio Fagundes e Laerte, entre outros.

CARLA ARAÚJO, Agência Estado

05 de novembro de 2013 | 20h56

Na segunda-feira, 04, ao ser questionado sobre o recente escândalo de desvio de dinheiro público envolvendo servidores na sua gestão, o ex-prefeito Gilberto Kassab citou a ministra ao dizer que, se ele errou na escolha dos servidores, outros prefeitos também erraram, "como Marta Suplicy e Fernando Haddad".

Marta contou que o Auditório Ibirapuera, onde acontece a cerimônia, passará a se chamar Auditório Ibirapuera Oscar Niemeyer. "É uma coisa que sempre tínhamos pensado, é um momento muito bonito para fazer esta homenagem", afirmou, em referência ao Dia Nacional da Cultura. "Eu conversei com o prefeito Fernando Haddad e ele concordou."

Além de reconhecer 37 personalidades da cultura nacional, o evento homenageia o arquiteto Oscar Niemeyer, falecido em 2012 aos 104 anos, e a artista Tomie Ohtake, que completa 100 no próximo dia 21. O Auditório Ibirapuera foi criado por Niemeyer e tem esculturas assinadas por Tomie.

Tudo o que sabemos sobre:
Prefeitura SPfraudeMarta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.