Marta: "São Paulo está na UTI, mas vai recuperar-se"

A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), fez nesta quinta-feira um balanço dos 25 dias à frente do governo da cidade, que completa hoje 447 anos. Usando metáforas, Marta disse que a cidade ainda "passa por dificuldades, mas está se recuperando". "São Paulo ainda está na UTI, porém acho que, daqui a algumas semanas, nós chegaremos ao quarto do hospital", afirmou ela.A prefeita acrescentou que, quando a cidade "receber alta", serão executados todos os projetos de governo anunciados durante a campanha eleitoral. "Em breve, as Administrações Regionais (ARs) começarão a cuidar de nossa querida cidade", disse ela. Segundo Marta, a prioridade no momento é a reconstrução das ARs, que acontecerá por meio do afastamento de funcionários fantasmas e corruptos. No entanto, a prefeita adiantou que, até março, a atenção da prefeitura estará voltada também para a limpeza de bueiros e córregos, medida que ajudará a diminuir os efeitos das enchentes.O deputado Federal José Genoíno (PT-SP), elogiou a atuação de Marta à frente da Prefeitura de São Paulo. "Diante da situação caótica em que se encontra a cidade, poderíamos ter tido mais problemas. Há uma governabilidade plena, e a prefeita tem o controle total da situação", afirmou ele.A chuva que começou no início da noite desta quinta-feira estragou o encerramento do aniversário de 447 anos da capital paulista para a prefeita Marta Suplicy (PT). Por causa da chuva, a prefeita ficou somente 40 minutos participando das atividades culturais do Jardim Ângela, na zona Sul de São Paulo, uma das regiões mais pobres e violentas da cidade. Marta Suplicy deixou o local sem dar declarações à imprensa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.