Marta questiona posição de Serra sobre exclusão social

A prefeita de São Paulo e candidata do PT à reeleição, Marta Suplicy, questionou esta manhã, em entrevista ao Estado, a posição do seu adversário do PSDB, José Serra, em relação aos Centros de Educação Unificada (CEU), ressaltando que o tucano já anunciou a intenção de interromper este programa, que ela considera um importante instrumento de combate à exclusão social."Para combater a exclusão social de fato, enquanto não conseguirmos tirar todas as crianças das inúmeras favelas da nossa cidade, a gente pode tirar a favela de dentro da criança, isso criando a possibilidade de ela poder freqüentar um CEU", declarou a prefeita, para quem essas unidades educacionais representam "uma pedra fundamental de combate à exclusão social"."Eu espero que ela não seja interrompida, como disse já o candidato Serra que irá interromper este processo", disse.A prefeita sustentou que sua administração foi a que mais trabalhou para a população carente da cidade e lutou pelo combate pela exclusão social, sem, contudo, esquecer das regiões mais favorecidas da capital.Em relação a essas áreas, ela ressaltou "o recapeamento, embelezamento, túneis e tudo mais, ressaltando que os túneis não foram feitos com dinheiro do orçamento da prefeitura, mas foram feitos com a operação urbana, com recursos que só poderia ali ser colocado e estão beneficiando enormemente não só as pessoas da região, mas também pessoas das regiões mais distantes".Marta também destacou que em seu governo sempre houve uma prioridade quanto ao aumento dos recursos da educação para 31%, lembrando que no ano passado foi gastado mais de 32% nesta área. "Para combater a exclusão social de fato, enquanto não conseguirmos tirar todas as crianças das inúmeras favelas da nossa cidade, a gente pode tirar a favela de dentro da criança, isso criando a possibilidade de ela poder freqüentar um CEU".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.