Marta quer presidente em outro comício

Alckmin esteve na zona sul; Kassab destaca avaliação de seu governo

Moacir Assunção, O Estadao de S.Paulo

01 de setembro de 2008 | 00h00

A candidata do PT à Prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy, disse, ontem, que espera o presidente Luiz Inácio Lula da Silva em outro evento de apoio em São Paulo, para reforçar ainda mais sua candidatura. "Ele (Lula) se colocou à disposição, se acharmos necessário ele virá. Fiquei muito satisfeita que ele pôde vir aqui ontem (anteontem). Nós somos parceiros há 30 anos e ele deixou claro que me apóia em São Paulo", afirmou, depois de visitar, ao lado do seu cabeleireiro, Celso Kamura, a Beauty Fair, feira de cosméticos e artigos de beleza no Expo Center Norte.O candidato do PSDB, ex-governador Geraldo Alckmin, por sua vez, fez mais uma tentativa de inflamar a militância para a disputa pela vaga no segundo turno, ameaçada, de acordo com as pesquisas, pelo prefeito Gilberto Kassab (DEM). O tucano visitou três bairros da zona sul e prometeu hospitais, ônibus e até uma estação de trem para a região de Varginha.Ontem à noite, dois secretários do governador José Serra - Sidney Beraldo (Gestão) e José Henrique Reis Logo (Relações Institucionais) - participaram de uma reunião da coordenação da campanha de Alckmin. O encontro ocorre semanalmente e o de ontem foi na casa do candidato a vice, Campos Machado. A participação é vista por apoiadores do candidato tucano como o embarque definitivo do governador na campanha de Alckmin.O prefeito e candidato Gilberto Kassab (DEM) colocou a campanha em segundo plano ao lançar a continuidade da revitalização da rua Oscar Freire, em Pinheiros. Kassab afirmou que os índices de aprovação de sua gestão acima de 40% mostrados pelas últimas pesquisas vão colocá-lo no segundo turno. "Não quero ser pretensioso, mas o eleitor vai comparar o que fez a ex-prefeita (Marta) e o que fiz na minha gestão."O candidato acredita que será melhor avaliado do que Marta e isso se transformará em votos. "Diferente da minha principal adversária que foi prefeita e teve outras candidaturas majoritárias, a nossa é a primeira campanha e vamos ter a oportunidade de mostrar propostas."Ao lado da vereadora Mara Gabrilli (PSDB), que usa cadeira de rodas, e de outros cadeirantes, ele disse que a prefeitura está recuperando 80 quilômetros de calçadas, adaptadas para portadores de necessidades especiais. Kassab criticou ex-prefeitos, entre eles a candidata do PT. COLABORARAM JOSÉ MARIA TOMAZELA E SILVIA AMORIM

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.