Marta propõe 'fórum de diálogo' com Grande SP

Com um discurso semelhante ao do candidato a prefeito de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), a candidata Marta Suplicy (PT) anunciou hoje a intenção de criar, se eleita, um fórum permanente de diálogo com a Grande São Paulo, que permitiria tornar viáveis medidas como a expansão do Bilhete Único para a região metropolitana. Num encontro com candidatos do PT e partidos coligados nas cidades que fazem divisa com a capital paulista, Marta ironizou a vontade manifestada por Alckmin de seguir adiante com a integração. "Se o ex-governador tivesse, realmente, uma idéia de descentralização e uma atitude nessa questão, ele teria governado de forma diferente", disse. "A região nunca foi pensada como uma região única. Então, quando se fala em descentralização, você tem de ter uma coerência com suas atitudes. Eu fui prefeita de São Paulo e, realmente, descentralizei." Ela disse que a "gestão ''demotucana'' fez o contrário", retirando recursos e autonomia das subprefeituras. "Você tem de ver o que cada um fez. O atual prefeito (Gilberto Kassab, candidato do DEM à reeleição) fez do jeito que ''tá''. O ex-governador, quando tinha o poder de descentralizar, não descentralizou." A estratégia de Marta para a Grande São Paulo tende a render frutos desde já, segundo aliados dela. Os limites da capital com outros municípios são considerados pela campanha como zonas nas quais Marta apresenta grandes chances de ganhar novos votos. O coordenador de campanha de Alckmin, deputado Edson Aparecido (PSDB-SP), retrucou as declarações da candidata do PT a prefeito de São Paulo. Aparecido disse que Marta precisa "escolher que tipo de campanha pretende fazer", uma vez que costuma afirmar que se concentrará em propostas e não em ataques. Além disso, ele disse que a candidata do PT a prefeito não tem "a menor idéia de integração" com cidades vizinhas. ''Integração'' "O Geraldo fez inúmeras ações de integração na região metropolitana", disse. Ele citou como exemplo programas na área de segurança, transportes e combate a enchentes. Procurada, a equipe de Kassab não quis comentar as declarações. Também disputam a Prefeitura de São Paulo os candidatos Paulo Maluf (PP), Anaí Caproni (PCO), Ciro Tiziani Moura (PTC), Edmilson Costa (PCB), Ivan Valente (PSOL), Levy Fidelix (PRTB), Renato Reichmann (PMN) e Sonia Francine (PPS), a Soninha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.