Marta promete cumprir decisões do PT

A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, disse hoje que vai acatar a decisão de seu partido no que se refere às eleições de 2004. Ontem, a Executiva do PT anunciou mudanças e que pretende evitar prévias. A reeleição de Marta é uma das prioridades do partido. "Estou à disposição do partido, o que ele decidir eu cumpro", afirmou.Marta, no entanto, reiterou que a disputa eleitoral não é prioridade no momento. "A prioridade agora é fazer um bom governo e lidar com as intempéries da cidade da melhor maneira possível. É o que eu venho fazendo", disse. "Eu não tenho que estar preocupada com eleição."A prefeita visitou hoje vários bairros da região do Butantã, na zona oeste da capital. Durante vistoria nas obras do Centro de Educação Unificado (CEU) Butantã, houve protestos pacíficos de cobradoras de ônibus e mulheres de motoristas desempregados por causa da exclusão de nove empresas do serviço de transporte urbano. Marta recebeu flores das mulheres e devolveu alguns botões a elas, que pediram ajuda da prefeitura para que não fiquem desempregadas. A prefeita disse que compreende o problema e que também está solidária. "Infelizmente a prefeitura não pode ser responsabilizada por maus empresários", afirmou, acrescentando que a administração municipal vai fazer o possível para ajudar os demitidos.Marta voltou a pedir mais rigor da polícia para garantir a circulação de ônibus em algumas regiões da capital. Hoje, segundo ela, cem ônibus não puderam rodar por causa de ações do sindicato da categoria. "O sindicato continua fazendo enfrentamento e desrespeitando a decisão judicial. Espero que a polícia intervenha mais fortemente."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.