Marta pretende voltar ao trabalho na terça-feira

A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), deixou o Hospital Oswaldo Cruz às 11h15 direto para sua casa, nos Jardins, acompanhada da irmã, Tereza, Marta saiu do hospital onde estava desde terça-feira sorrindo e otimista em relação ao seu estado de saúde. "Ainda dói um pouco para andar, mas acho que terça-feira vai dar para voltar a trabalhar", disse Marta, durante entrevista coletiva concedida na porta do hospital. Ela afirmou que a extração do apêndice foi "uma coincidência" e que a operação não está ligada ao ritmo pesado de trabalho da Prefeitura.Marta criticou a bancada do PSDB na Câmara Municipal por causa da liminar que suspendeu a contratação de 788 funcionários para a Prefeitura em cargos de livre provimento. "Eles anteciparam o calendário eleitoral e estão tornando a minha vida um inferno", declarou. Ela também afirmou que não se surpreendeu com as pesquisas que apontaram queda na sua popularidade. Marta creditou a queda às medidas consideradas impopulares para a população, como o aumento da tarifa de ônibus da cidade e o reajuste concedido a funcionários que ocupam cargos de primeiro escalão no governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.