Marta prepara jantar para Dilma

Após derrota em SP, ex-prefeita vai ajudar a promover ministra

Clarissa Oliveira, O Estadao de S.Paulo

23 de janeiro de 2009 | 00h00

Depois de permanecer submersa desde que foi derrotada na última eleição municipal, a ex-ministra Marta Suplicy (PT) deu o primeiro passo para seu retorno à cena política. A petista, que conversou nesta semana com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, vai ajudar nas articulações para fortalecer o nome da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, como candidata à Presidência da República em 2010. Marta confidenciou a aliados que já definiu sua primeira tarefa. Vai organizar em sua casa um jantar em homenagem a Dilma, com parlamentares do PT em São Paulo. A ministra poderá melhorar sua articulação política no Estado e ganhar trânsito no PT paulista. A data ainda não foi definida, mas a expectativa é de que o evento ocorra na segunda semana de fevereiro. Lula já se empenha há algum tempo em aproximar Dilma da base partidária. A falta de trânsito da ministra dentro do PT preocupa o presidente e está na origem de boa parte das resistências à sua candidatura. Dilma tem sido orientada a participar até de reuniões de correntes internas da sigla, que antes não teriam nenhum espaço em sua agenda. Ao mesmo tempo em que ajuda a dar visibilidade a Dilma, a manobra de Lula acalma os ânimos do grupo político de Marta, que pressiona para que ela seja realocada no governo. O presidente também convocou o ex-prefeito do Recife João Paulo para a mesma tarefa. "Sou um soldado. O presidente sabe que estou à disposição para ajudar", disse ele. A conversa com Marta foi parte de um pacote de encontros agendados por Lula nesta semana. Na terça-feira, ele teve uma conversa conjunta com a ex-ministra, João Paulo e o ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel. Anteontem, Lula almoçou com Pimentel e confirmou o convite para que ele assuma a presidência do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social. Ontem, foi a vez de João Paulo almoçar com o presidente. Ele retorna hoje a Pernambuco e leva consigo Dilma, que participa de eventos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) na região.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.