Marta lembra: Covas adiou operação para votar no PT

A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), destacou a trajetória politica de Mario Covas, nesta terça-feira, durante o velório do governador. Marta salientou a luta de Covas em defesa da democracia no País. "Na sua história, ele sempre esteve do lado certo, o da democracia", disse a prefeita. Ela lembrou que, muitas vezes, a posição do governador desagradava a membros do seu próprio partido, o PSDB. "As atitudes dele contrariavam muitos correligionários, mas ele sempre falava, alertava e procurava levar o partido para o rumo certo".Marta chegou ao Palácio dos Bandeirantes às 12 horas, acompanhada do marido, senador Eduardo Suplicy (PT-SP). Os dois seguiram para o salão principal, onde estava o corpo do governador. Em seguida, Marta subiu ao andar superior do Palácio, onde cumprimentou a família de Covas. O casal permaneceu no local por cerca de uma hora.Em entrevista coletiva, Marta destacou a trajetória de Covas e a importancia do politico para a cidade de São Paulo. "Ele foi um exemplo para todos os cidadãos, e o que aconteceu foi uma grande perda também para a cidade", destacou.Entre as passagens marcantes da vida do governador, Marta destacou o fato dele ter adiado uma operação, no ano passado, para poder votar no PT na segundo turno das eleições municipais. "Essas coisas marcam profundamente", disse Marta.A prefeita também destacou a luta pela vida que o governador travou nos últimos meses, desde que o câncer se agravou. "É um exemplo muito bonito o espirito de luta que ele manteve nesses momentos finais."Marta e o marido passaram alguns momentos com a esposa do governador, Dona Lila, e os demais familiares de Covas. "É um momento de muita dor, pois a doença foi longa, e a família sofreu muito nesse periodo", acrescentou. "Nesse momento, eles vão precisar de muita paz".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.