Marta faz novas críticas a Geraldo Alckmin

A prefeita Marta Suplicy participou hoje de um seminário que analisou o projeto de implantação de estações de tratamento de água no Rio Pinheiros, o chamado processo de flotação implantado pelo governo do Estado. Ela criticou o governador Geraldo Alckmin e disse que não foi procurada na condição de presidenta do Comitê Bacia Hidrográfica do Alto Tietê, entidade que congrega 38 municípios da Grande São Paulo, para opinar sobre o assunto. Marta afirmou que só ficou sabendo sobre o projeto através da imprensa.Depois de limpar o Rio Pinheiros, a água vai ser bombeada para a Represa Billings, resultando na ampliação da capacidade de geração de energia da Usina Henry Borden, em Cubatão. "Eu li ontem na Internet a questão da Henry Borden ser utilizada sem uma preocupação com as conseqüências. Eu, como presidenta da Bacia Hidrográfica do Alto Tietê, não posso achar que isso esteja correto, pois afeta todos os cidadãos que vivem na região metropolitana de São Paulo. Nós não fomos consultados e essas decisões não podem mais passar sem transparência. Essas decisões têm que ser conjuntas". A prefeita declarou ainda que vai se informar melhor para saber se esse comitê tem poder para vetar a implantação do processo de flotação do governo de São Paulo no Rio Pinheiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.