Marta faz coro com discurso de Dilma sobre boatos

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, fez coro com o discurso da presidente Dilma Rousseff e chamou de "criminosos" os boatos sobre o fim do Bolsa Família, que causaram tumultos em agências da Caixa em pelo menos 10 Estados durante o fim de semana. Para a ministra, boatos como este vão "muito além da política". Mais cedo, em Pernambuco, Dilma discursou contra o que classificou de "desumano". "(O boato) Prejudica milhares de famílias que tiveram que andar duas, três horas para ficar plantadas na frente de uma agência bancária para só depois perceber que aquilo não procedia. Isso é judiar da população", comentou a ministra no fim da tarde em São Paulo.

JOSÉ ROBERTO CASTRO, Agência Estado

20 de maio de 2013 | 19h09

Marta estava em São Paulo para assinar um acordo de renegociação das dívidas da Fundação Bienal, o que tira a entidade do cadastro de inadimplentes e permite que ela volte a captar recursos pela Lei Rouanet. Uma auditoria nas contas da fundação apontou uma dívida inicial de R$ 3,5 milhões. Mas corrigido, o valor chega a R$ 12,2 milhões e será pago em 60 meses.

Marta respondeu também perguntas sobre a violência na Virada Cultural 2013. A percepção da ministra é que as grandes aglomerações no Centro da cidade dificultam o policiamento.

Marta chegou a falar sobre uma Virada com eventos menos concentrados, mas evitou fazer críticas e fez questão de ressaltar que esta é uma opinião de quem está olhando de fora. "Nós vamos aprendendo com acertos e erros. Não digo necessariamente que foi um erro, mas tem que ver como fazer para proteger a população em aglomerações deste porte", disse a ministra.

Tudo o que sabemos sobre:
Bolsa FamíliaboatosMarta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.