Marta faz campanha em festa de motociclistas

Na corrida para reduzir a desvantagem em relação ao tucano José Serra (PSDB), a prefeita de São Paulo e candidata à reeleição, Marta Suplicy (PT), encarou ontem à noite, debaixo de chuva, um palco improvisado sobre a carroceria de um caminhão na Praça Fátima Silva Reis, na Vila Curuçá, na Zona Leste da capital paulista. Quase no mesmo horário, a prefeita tinha agendado sua presença na abertura do 11º Congresso de Corretores de Seguros, no Palácio de Convenções do Anhembi, mas cancelou a participação.A candidata chegou ao local às 19h50, acompanhada por seu filho Supla e falou para uma platéia de aproximadamente 1,5 mil pessoas que participavam da festa de comemoração do 6º aniversário do Moto Clube Lobos Guará. Ela foi recebida pelo presidente da agremiação, Donato Costa da Silva, e pelo subprefeito de Itaim Paulista, João Francisco.Durante os cerca de 20 minutos em que permaneceu no palco, Marta disse que sua presença na festa tinha por objetivo "provar seu apoio aos motociclistas". Atacada por seus adversários durante a campanha do primeiro turno por ter instituído uma taxa que incide sobre a atividade dos motoboys que trabalham no município de São Paulo, a petista aproveitou para criticar o projeto de autoria do vereador Jooji Hato (PMDB) que, se for aprovado, proibirá a figura do garupa dos motociclistas e motoqueiros na cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.