Marta espera apoio concreto de FHC à união de homossexuais

A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), disse hoje esperar que o apoio do presidente Fernando Henrique Cardoso ao projeto que permite a união civil entre homossexuais não seja apenas "um factóide ou uma manobra diversionista" para mudar o foco do noticiário sobre denúncias de corrupção no processo de privatização da Companhia Vale do Rio Doce. "Isso seria um abuso, uma perversidade inaceitável", disse a prefeita, autora de um projeto sobre o assunto. Ela considera que a melhor maneira de o presidente não deixar dúvidas sobre sua intenção é mobilizar o governo para aprovar e sancionar o projeto ainda este ano. Marta esteve hoje na Câmara para assistir à sessão solene em homenagem à vida pública do vice-prefeito de São Paulo, Hélio Bicudo (PT), que está completando 80 anos este ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.