Marta e Alckmin têm empate técnico em pesquisa em SP

A ministra do Turismo, Marta Suplicy,e o ex-governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB) aparecemtecnicamente empatados em pesquisa do Datafolha sobre a corridaeleitoral deste ano para a prefeitura de São Paulo. Segundo o levantamento, publicado na edição deste domingodo jornal Folha de S. Paulo e realizado entre os dias 25 e 26de março, Marta tem 29 por cento das intenções de voto contra28 por cento do ex-governador. Na pesquisa anterior, feita no dia 14 de fevereiro, Alckmintinha 29 por cento da preferência do eleitorado, contra 25 porcento da ministra e ex-prefeita paulistana. O prefeito Gilberto Kassab (DEM) teve oscilação positiva de12 para 13 por cento, segundo o Datafolha, que também apontou odeputado federal Paulo Maluf (PP) caindo de 10 para 8 por centoda preferência do eleitorado, e a deputada federal eex-prefeita Luiza Erundina (PSB) indo de 8 para 7 por cento dasintenções de voto. Os votos brancos e nulos somam 7 por cento. O Datafolha ouviu 1.089 pessoas para o levantamento etambém colheu a opinião do eleitorado em cenários sem apresença de todos os candidatos cotados a disputarem a eleição. No cenário sem Maluf, Alckmin tem 30 por cento, seguido deperto por Marta que soma 29. Nessa hipótese, Kassab ficaria com15 por cento e os votos brancos e nulos somariam 8 por cento. Na eventualidade de Erundina não disputar a prefeitura, asposições dos dois líderes nas pesquisas se invertem e Martasoma 30 por cento, contra 29 do ex-governador. Kassab mantém os15 por cento. Nesse caso, a soma dos votos brancos e nulostambém é de 8 por cento. Caso nem Maluf nem Erundina participem da disputa, oinstituto aponta empate em 32 por cento entre Alckmin e Marta.Kassab aparece com 17 por cento da preferência. Brancos e nulossomam 9 por cento. No levantamento realizado com resposta espontânea, Kassabultrapassa Alckmin e fica na segunda posição com 11 por centoda preferência. Marta lidera com 15 por cento e o ex-governadorficaria com 8 por cento. A margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais paramais ou para menos. APROVAÇÃO RECORDE O Datafolha também realizou levantamento sobre a avaliaçãoda gestão de Kassab, que apontou o prefeito com a maioraprovação desde a sua posse. O prefeito obteve 38 por cento deótimo ou bom no levantamento de 25 a 26 de março, conta 35 porcento que lhe davam essa avaliação em 14 de fevereiro. A pesquisa, que tem margem de erro de 3 pontos percentuaispara mais ou para menos, também mostrou a avaliação regularcaindo de 35 para 31 por cento e o percentual de eleitores queconsideram a gestão do democrata ruim ou péssima subindo de 23para 27 por cento. A nota média dada ao prefeito, levantada pelo Datafolhanuma escala de 0 a 10, caiu de 5,5 para 5.4. (Texto de Eduardo Simões)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.