Marta e Alckmin confirmam presença em debate da Band dia 31

O primeiro debate de TV com oscandidatos à prefeitura de São Paulo será realizado na próximaquinta-feira na Rede Bandeirantes. Os oito candidatosconvidados, dos 11 que participam da disputa, confirmarampresença. Marta Suplicy (PT) e Geraldo Alckmin (PSDB), que lideram aspesquisas de intenção de votos, vão participar do programa daBandeirantes marcado para ter início às 22h, com término emtorno de meia-noite. Gilberto Kassab (DEM), atual prefeito de São Paulo, PauloMaluf (PP), Soninha Francine (PPS), Ivan Valente (PSOL), CiroMoura (PTC) e Renato Reichmann (PMN) também estarão no debate. A mediação será do jornalista Boris Casoy e o programa terácinco blocos com perguntas da produção, questões entre osadversários e de jornalistas da emissora. Por último, oscandidatos farão suas considerações finais. "Esperamos que o debate seja em torno de questõesprogramáticas, uma vez que os problemas de São Paulo são gravesdemais para a população", disse o diretor de jornalismo daBandeirantes, Fernando Mitre. Antes do primeiro turno, marcado para 5 de outubro, estãoprogramados outros quatro debates nas emissoras de TV: Gazeta,24 de agosto; outro na Bandeirantes, em 28 de agosto; Record,28 de setembro; e Globo, 2 de outubro. Segundo suas assessorias, Marta e Alckmin confirmaram quevão participar dos programas da Bandeirantes e da Globo. Com asemissoras Record e Gazeta as equipes dos dois candidatos estãoem negociações, mas não há garantia de presença até agora. Kassab, em terceiro nas pesquisas, tem outra postura. Aindapouco conhecido da maioria dos paulistanos, está aberto aaceitar todos os convites que receber. Tanto que o prefeitomarcou presença no debate realizado pelo portal de Internet IGno dia 17 de julho, enquanto Marta e Alckmin se recusaram acomparecer. Para um provável segundo turno, agendado para 26 deoutubro, estão previstos debates na Bandeirantes (9 deoutubro), Gazeta (19 de outubro) e Globo (24 de outubro). Em geral, dado o grande número de concorrentes, a tendênciaé deixar de escalar candidatos que têm baixa ou nenhumapontuação nas pesquisas de intenção de voto, mas as emissorastêm de respeitar as normas eleitorais. A resolução 22.718 doTribunal Superior Eleitoral assegura a presença de candidatoscom representação na Câmara dos Deputados. Os jornais Folha de S.Paulo e O Estado de S.Paulo tambémprevêem sabatinas individuais com os principais candidatosmarcadas para setembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.