Marta é acusada de atender pedidos de vereadores

A prefeita Marta Suplicy está sendo acusada de exonerar três funcionárias de carreira e contratar outras três que teriam sido indicadas por vereadores da capital. Iraci Oséias dos Reis deixou o cargo de supervisora regional de assistência social da Vila Maria, no dia 3 de outubro. No lugar dela, foi contratada Márcia Regina dos Santos, uma suposta indicação do vereador Eliseu Gabriel, do PDT. Eutália Guimarães Gasoli saiu da supervisão regional de assistência social do Butantã no último 30 e foi substituída por Solange Aparecida de Oliveira, uma possível sugestão do vereador Rubens Calvo, do PSB. No mesmo dia, Maria do Carmo Ezo Morales deixou a supervisão regional de assistência social da Mooca. Para o cargo, a vereadora Myriam Athiê, do PMDB, teria sugerido a contratação de Margarete Gasques. As três servidoras foram ouvidas pela reportagem da Rádio Eldorado AM, mas se negaram a gravar entrevista.Esses cargos, que estariam sendo visados pelos parlamentares, são estratégicos porque os supervisores administram todos os recursos da Secretaria Municipal de Assistência Social e têm poder para nomear funcionários. O vereador Eliseu Gabriel admitiu que realmente indicou uma pessoa para ocupar um dos cargos, mas garante que fez isso a pedido do próprio PT. Outros vereadores também estariam de olho nas Administrações Regionais de São Mateus, Vila Mariana e Ipiranga.As denúncias apontam para a existência de uma suposta política fisiologista e clientelista, muito atacada pelo próprio Partido dos Trabalhadores (PT) há bem pouco tempo. Os parlamentares estariam pressionando a prefeita Marta Suplicy com pedidos de cargos. Esta, por sua vez, estaria atendendo às solicitações em troca do apoio na Câmara Municipal. Segundo o Ministério Público, as gestões dos ex-prefeitos Celso Pitta e Paulo Maluf foram marcadas pelo domínio de vereadores em autarquias e órgãos ligadas à Prefeitura de São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.