Marta diz que Serra não tem propostas

A prefeita de São Paulo e candidata à reeleição pelo Partidos do Trabalhadores (PT), Marta Suplicy, disse nesta manhã, em entrevista a jornalistas do Grupo Estado, que ela e o candidato José Serra (PSDB) "são duas forças diferentes em São Paulo, com propostas distintas para o município". A prefeita criticou o rival, dizendo que não vê nenhuma proposta do candidato para combater a exclusão social."Para falar a verdade, o Serra não tem nenhuma proposta. Ele é contra ou a favor do que eu estou fazendo. Ele mostra o bilhete único na televisão, como se fosse ele que fez, e diz que vai integrar com o metrô. Ora bolas, qualquer pessoa que ganhe essa eleição vai ter que integrar, isso faz parte do curso das coisas na cidade", disse.Segundo Marta Suplicy, José Serra diz que não vai dar continuidade aos CEUS (projeto realizado em sua gestão), mas não detalha nenhuma proposta para a área de Educação. "A não ser que ele faça creches, mas isso eu também vou. Só que eu tenho currículo mostrando que eu fiz. Soma as creches do Maluf, do Pitta e da Erundina, eu fiz mais do que os três juntos. Foram 38 mil vagas no meu governo", disse ela.A candidata do PT citou ainda a "sintonia perfeita" com o presidente Lula, afirmando que, caso eleita, a proximidade irá continuar. Para ela, a candidatura de Serra seria a chance que o PSDB vislumbra para fazer oposição ao governo federal."Serra não tinha nenhuma vontade de ser prefeito de São Paulo. Ou alguém acha que ele queria ser prefeito de SP? Ele viu aí uma ótima oportunidade de revanche, e uma ótima oportunidade de por ventura continuar, aí com o governo do Estado, um enfrentamento com o governo federal, unindo Estado e Prefeitura para eleição de 2006."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.