Marta diz que sempre priorizou transporte de massa

A candidata do PT à Prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy, afirmou, no debate desta noite promovido pela Rede Bandeirantes, que sempre priorizou o transporte de massa quando foi prefeita e que, para instituir o Bilhete Único, "foi uma luta". Marta foi questionada pela candidata Sonia Francine (PPS), a Soninha, sobre proposta para o transporte público. Soninha citou a alternativa das ciclovias para melhorar o trânsito.Marta concordou com a idéia de Soninha, mas preferiu abordar os corredores de ônibus que construiu quando prefeita. "Os corredores de ônibus beneficiaram enormemente a população", afirmou. Marta citou o corredor da Vila Nova Cachoeirinha, na zona norte da capital paulista, dizendo que os ônibus faziam 20 quilômetros por hora, mas que essa velocidade diminuiu. Marta disse que levou ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva um plano para a construção de mais 200 quilômetros de corredores e 65 km de metrô, o que, segundo ela, Lula aceitou. Já Soninha, na réplica, questionou a relação custo-benefício de obras como a Ponte Estaiada, na zona sul, inaugurada pelo prefeito Gilberto Kassab, candidato do DEM à reeleição. "Pontes provocam um efeito que logo se esgota se o transporte for baseado no automóvel", disse. Com esse custo, disse, seria possível investir mais em transporte coletivo. Soninha criticou ainda o Expresso Tiradentes, que, de acordo com ela, é um grande corredor que não chegou a funcionar. "A relação custo-benefício não se provou a melhor possível", declarou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.