Marta diz que não leva 'paulada quieta' e reagirá a Kassab

Candidata do PT acusou atual prefeito de se apropriar de suas obras e das de Alckmin, Covas e Serra

Carolina Ruhman, da Agência Estado,

28 de agosto de 2008 | 17h28

A candidata do PT à Prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy, elevou novamente o tom e centrou seus ataques no adversário do DEM e atual prefeito da Capital, Gilberto Kassab. "A campanha tem um tempo e uma temperatura, então não tem porque aumentar a temperatura antes da hora. Quando o tempo começa a passar, e as temperaturas vão aumentando, não tem porque ficar levando paulada quieta, então acho que alguma coisa tem que ter de reação", disse Marta, explicando a mudança de estratégia. Veja também:Veja a íntegra da última pesquisa  Multimídia: Perfil dos candidatos  Guia tira dúvidas do eleitor   Marta disse que iria reagir, principalmente em relação ao atual prefeito, que segundo ela, se apropria de suas obras, do Alckmin, do Covas e do Serra. E arrematou: "Em dois anos ele fez tudo, quer dizer, vai ter uma indigestão".  Ela deu a declaração após participar de encontro com dirigentes do Sinthoresp, sindicato dos ramos de hotelaria e alimentação, na Liberdade.  Mais tarde, Marta se encontrou com o candidato do PT à prefeitura de Diadema, Mário Reali, na divisa com Diadema. Os dois frisaram a intenção de "construir uma região metropolitana integrada", nas palavras de Reali, caso sejam eleitos. "A grande vantagem que nós vamos poder ter é fazer um trabalho em comum", afirmou Marta. Ela prometeu o Bilhete Único metropolitano e uma policlínica para a região da divisa. Ao se referir ao quarteirão da saúde construído em Diadema e inaugurado pelo presidente Lula, Marta disse: "Eu morri de inveja porque esse era o CEU Saúde que eu ia fazer em São Paulo." Marta aproveitou para ressaltar a ida do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para atos de campanha no ABC. "Vamos ter a presença do nosso presidente", anunciou Marta, de cima de um caminhão de som. Lula vai participar de eventos para ajudar os candidatos do PT em São Paulo, Santo André, São Bernardo e Diadema neste fim de semana.

Tudo o que sabemos sobre:
Marta Suplicyeleições 2008PT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.