Marta destaca parceira com Lula e critica FHC

A prefeita de São Paulo e candidata à reeleição pelo PT, Marta Suplicy, criticou hoje várias vezes o comportamento do ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso (PSDB) em relação aos problemas do município de São Paulo e ressaltou a condição de "parceiro" do atual presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).Ao participar de sabatina realizada no Grupo Estado, na série Eleições 2004 no Estadão, a prefeita destacou a natural proximidade que possui com o petista Lula e uma suposta falta de apoio ao município durante o governo do tucano, do qual participou seu maior rival na atual eleição, o candidato José Serra (PSDB).A comparação entre Lula e Fernando Henrique também foi feita na questão da dívida de São Paulo, atualmente estimada em R$ 26 bilhões. Marta afirmou que "juros pornográficos", que teriam sido praticados pelo governo tucano, foram os maiores responsáveis pelo aumento da dívida paulistana. Entretanto, ela destacou que é "a melhor pessoa" para renegociar a dívida com o governo federal, lembrando da natural "sintonia" que possui o presidente da República, por este pertencer ao mesmo partido.Marta salientou que Fernando Henrique é "gentil", mas voltou a atacar o PSDB, dizendo que o governo tucano "fechou as portas" para São Paulo. "O presidente Fernando Henrique é muito gentil, me dou bem pessoalmente com ele. Serviu cafezinho, mas recurso que é bom, não veio nada. E o Lula, ao contrário", disse.Ao justificar a criação da taxa do lixo, por exemplo, a prefeita deu nova alfinetada em FHC. "Ou eu era a responsável ou eu faria, como presidente Fernando Henrique fez com o apagão, que não tomou as providências necessárias e depois todo o povo do Brasil penou pagando o apagão", criticou.Questionada sobre a possibilidade de o presidente Lula participar do programa de televisão da campanha petista, Marta declarou: "Não sei, nós estamos vendo o momento mais adequado."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.