Marta critica cartão magnético do MEC

A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), classificou como "eleitoreira" a decisão do governo federal criar um cartão magnético do Ministério da Educação para efetuar o pagamento das famílias beneficiadas com o Programa Bolsa-Escola (nome do Renda Mínima em nível Federal). O anúncio foi feito ontem pelo presidente. "Ele (Fernando Henrique Cardoso) vai utilizar em benefício próprio. Ele quer fazer um cartão escrito MEC, o que é totalmente absurdo e individualiza só para a União o projeto", afirmou. "Isso tem que ser feito entre o governo federal, o Estado e município de São Paulo. Não temos que pensar em ações eleitoreiras. Temos que começar a pensar em potencialização do projeto", acrescentou a prefeita. Desde que assumiu a prefeitura da capital paulista, Marta tem procurado realizar parcerias com os governos federal e estadual, em especial nas áreas sociais. A implantação de programas desta natureza foi a principal bandeira de campanha da petista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.