Marta cola em Lula para voltar à Prefeitura

Quatro anos depois de perder a eleição para o hoje governador José Serra (PSDB), a ex-ministra Marta Suplicy (PT) se prepara para disputar mais um mandato na Prefeitura de São Paulo com um discurso colado no presidente Luiz Inácio Lula da Silva, associado à mensagem de que agora está amadurecida e mais preparada."Queremos que a cidade de São Paulo tenha um ritmo de acordo com o que vemos no governo federal", disse o coordenador da campanha, deputado Carlos Zarattini (SP). Parafraseando o próprio Lula, alguns petistas brincam que "nunca na história deste país" um presidente teve uma popularidade tão alta para emprestar a um candidato a prefeito.Marta, que abrirá a campanha hoje com a participação na Festa das Nações, programa para os próximos meses o discurso de que seu trabalho na prefeitura ficou incompleto com a derrota em 2004. "E quem ficou no lugar dela não fez o que deveria ter feito", disse o presidente PT em São Paulo, José Américo Dias. Para reconquistar a classe média, ela quer mostrar a capacidade de admitir erros. Já os acertos serão exaltados num contraponto à gestão de Serra e Kassab. A comparação é a chave para evitar o confronto com Geraldo Alckmin (PSDB). Petistas avaliam que ele e Kassab não conseguirão evitar o conflito por disputarem o mesmo eleitorado, abrindo espaço para Marta crescer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.