Marta aposta no horário eleitoral para subir nas pesquisas

A prefeita Marta Suplicy (PT) atribuiu hoje a sua terceira colocação nas pesquisas eleitorais à falta de divulgação de suas obras. Segundo ela, os resultados devem começar a mudar com a veiculação do horário eleitoral. A gestão petista, no entanto, está entre as que mais gastaram com publicidade. ?O que a gente tem de pensar é que pesquisa é um retrato do momento. É preciso esperar a campanha. Vai começar o horário eleitoral e aí é que as coisas vão acontecer?, afirmou Marta, após a inauguração do 112.º telecentro da cidade. Em duas pesquisas divulgadas nesta semana, a prefeita, candidata à reeleição, aparece em terceiro lugar, atrás dos candidatos José Serra (PSDB) e Paulo Maluf (PP). Na pesquisa Ibope, anunciada ontem, Marta obteve 16% das intenções de voto, contra 21% de Maluf e 30% de Serra. A margem de erro é de 3,1 pontos porcentuais.Na pesquisa Datafolha, divulgada no domingo, a petista ficou com 20%. Maluf teve 24% e Serra, 30%. A margem de erro é de 3 pontos.Em entrevista ontem ao programa Roda Viva, da TV Cultura, a prefeita também justificou o baixo desempenho nas pesquisas ao fato de a população não saber ainda tudo o que a sua administração fez. Os dados do Orçamento, porém, contradizem o discurso. Segundo o Serviço de Execução Orçamentária, Marta comprometeu com propaganda até agora R$ 158,1 milhões. A marca supera as cifras de Maluf ? R$ 150,8 milhões ?, campeão de gastos.ProvocaçõesDurante o programa, Marta se indispôs com entrevistadores. Na situação mais tensa, insinuou que a colunista da Folha de São Paulo Eliane Cantanhêde, uma das entrevistadoras, era partidária de Serra. Na troca de provocações, a jornalista disse que entendia naquele momento o porquê da fama de arrogante da petista.Pouco antes, Marta protagonizou outra saia-justa. Ela se recusou a responder se apoiaria alguém caso não fosse para o segundo turno e, rindo, virou-se de costas para o jornalista que fez a pergunta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.