Marta acusa Serra de plagiar programa para saúde da mulher

A prefeita de São Paulo e candidata pelo PT à reeleição, Marta Suplicy, disse considerar um "vexame" as propostas do seu adversário, José Serra (PSDB), para a área da saúde da mulher. A petista afirmou que o projeto do tucano é uma cópia do que sua administração já faz na cidade. "Eu teria vergonha, como ex-ministro da Saúde, de propor aquilo, pois já existe", criticou. Para Marta, a postura do candidato do PSDB revela má-fé ou ignorância. "Propor um programa já existente é feio; é má-fé ou ignorância, que é mais complicado ou tanto quanto má-fé." Na avaliação da prefeita, o grande desafio a ser enfrentado na área da saúde é a marcação de consultas e exames. Ela disse que tem se preparado para vencer esta barreira há dois anos. "A rede de saúde é gigantesca e a recebemos arrebentada do PAS e do Estado", afirmou. Sem proposta Marta também respondeu às críticas feitas hoje pelo candidato do PP à Prefeitura, Paulo Maluf. Ele acusou o publicitário Duda Mendonça, contratado pelo PT, de estar "transformando lixo em caviar", em uma referência à prefeita. "Quando você não sabe o que falar de uma proposta competente, você desqualifica desta forma. Ele não tem proposta", comentou. A prefeita vistoriou na manhã desta sexta-feira as obras de prolongamento da Radial Leste. Orçada em R$ 142 milhões, a obra, que começou em dezembro do ano passado, vai prolongar a avenida em 9,5 quilômetros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.