Marta acha que Senado deve cassar ACM e Arruda

A prefeita deSão Paulo, Marta Suplicy (PT), acredita que não resta ao Senado alternativa à cassação dos senadores envolvidos naalteração do painel de votação do Senado."Acho que não cabe mais nada ao Senado fazer do que tomar providências drásticasem relação a esse escândalo. A população está indignada perante a desmoralização crescente do Senado", afirmou a prefeita, sobre uma eventual abertura do processo de cassação do mandato dos senadores Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) eRoberto Arruda (PSDB-DF), líder do governo no Senado.A prefeita participou nesta sexta-feira do lançamento do segundo Manifesto emDefesa do Brasil - Ciência e Tecnologia, na Câmara Municipal de São Paulo.Esteve no evento também o presidente de honra doPT, Luiz Inácio Lula da Silva.Marta disse que a presença de Lula em um evento onde se lançaram propostas de governo para eleição presidencial de 2002 nãoindica que ele já seja o candidato do partido."A presença do Lula se deve ao fato de que ele se interessa por ciência e tecnologia", disse ela. O senador Eduardo Suplicy ,de quem a prefeita está separada, até agora é o único petista disposto a disputar a prévia eleitoral do PTcom Lula.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.