Marrey debate escutas ilegais com operadoras

O secretário da Justiça e da Defesa da Cidadania de São Paulo, Luiz Antonio Marrey, e o diretor do Procon-SP, Roberto Pfeiffer, convocaram os presidentes das seis principais operadoras de telefonia - Telefônica, Vivo, TIM, Claro, Embratel e Oi - para debater os abusos de escutas telefônicas ilegais praticados por policiais, detetives particulares, funcionários de bancos e empregados de empresas de telefonia. O encontro será na quarta-feira, na sede da entidade de defesa do consumidor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.