Marqueteiro quer show pró-mulher no lançamento de Dilma

João Santana pretende fortalecer a ideia de superação das desigualdades de gênero no Brasil

Malu Delgado / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

12 de junho de 2010 | 14h27

O lançamento oficial de Dilma Rousseff à Presidência em Brasília, em convenção nacional do PT, deve ter um custo de aproximadamente R$ 1,2 milhão, segundo confirmaram dirigentes da sigla ao Estado, e terá como objetivo fortalecer a ideia de superação das desigualdades de gênero no Brasil, conclamando o eleitorado a colocar pela primeira vez uma mulher no mais alto posto administrativo da República.

 

Por orientação do marqueteiro João Santana, que comanda pessoalmente a organização da festa, as atrações culturais do evento devem ser mantidas sob sigilo. No entanto, dirigentes do partido já confirmaram que haverá apresentações do grupo Samba de Rainha, que só tem mulheres na composição, sendo quatro percursionistas, duas instrumentistas e uma vocalista, e que a cantora Alcione participará da festa. "Só haverá mulheres no palco", prometeu um dirigente.

 

O PT espera cerca de 1.300 militantes e dirigentes políticos para o evento que será realizado no Centro de Eventos Unique Palace.

Tudo o que sabemos sobre:
Dilma RousseffJoao SantanaPT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.