Marinho prevê 5 milhões de novos empregos até final do ano

O ministro do Trabalho, Luiz Marinho, afirmou nesta segunda, dia 1.º, que o saldo positivo de emprego com carteira assinada pode chegar a 5 milhões até o final do ano. Segundo Marinho, até o momento, o saldo é de 3,752 milhões de vagas. "Se considerarmos o conjunto do mercado, são 8,5 milhões positivamente gerados no primeiro mandato do presidente Lula", afirmou. O ministro afirmou ainda que, ao assumir o governo, o presidente Lula comprometeu-se a constituir uma base sólida para as reformas trabalhista e sindical com as partes envolvidas e que, segundo ele, o compromisso foi cumprido pelo governo. "Só não conseguimos fazer andar no Congresso Nacional", disse, referindo-se ao fato de as reformas ainda não terem sido implementadas. Marinho destacou que o governo deu passos importantes para a consolidação das reformas e destacou as negociações referente ao salário mínimo e o acordo do aposentado e pensionistas como extremamente importante. "Neste ano houve duas negociações históricas", ressaltou.O ministro do Trabalho afirmou ainda que, para fazer andar as reformas trabalhista e sindical, os pontos consensuais entre as partes envolvidas serão encaminhados, por meio de Medida Provisória ou projeto com urgência constitucional no dia 8 de maio, após audiência do presidente Lula com as centrais sindicais. "O governo vai tentar implementar a reforma mesmo em ano eleitoral", acrescentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.